sexta-feira, 25 de novembro de 2011

FEIRA DO LIVRO 2011


PROGRAMA

26 de Novembro (sábado)
Biblioteca Odete e Carlos Gaspar
14.30 horas
Abertura da Feira do Livro

Biblioteca Odete e Carlos Gaspar
15.00 horas
Biblioteca Manuel Cintra Ferreira
Cerimónia de Homenagem a Manuel Cintra Ferreira

15.30 horas
«Manuel da Fonseca Revisitado»
por Domingos Lobo



30 de Novembro (quarta-feira)
Biblioteca Odete e Carlos Gaspar
9.30 horas e 10.45 horas

Hora do Conto

«O Traseiro Do Rei»
"Como todas as manhãs, o rei ia tomar o pequeno-almoço, no grande salão; e, ao sentar-se no trono… espetou-se-lhe um alfinete no rabo!
- Ai! Ai! Ai! - queixava-se, suplicando ajuda.
Mas ninguém se atrevia a tocar o traseiro do rei..."



07 de Dezembro (quarta-feira)
Biblioteca Odete e Carlos Gaspar
9.30 horas e 10.45 horas

Hora do Conto
«O Traseiro Do Rei»
"Como todas as manhãs, o rei ia tomar o pequeno-almoço, no grande salão; e, ao sentar-se no trono… espetou-se-lhe um alfinete no rabo!
- Ai! Ai! Ai! - queixava-se, suplicando ajuda.
Mas ninguém se atrevia a tocar o traseiro do rei..."





10 de Dezembro (Sábado)
Biblioteca Municipal de Benavente
15.00 horas

Com pozinhos de perilim…pim…pim… No 2.º sábado de cada mês a História é assim…”

"Perdido e Achado"
"Era uma vez um menino que, um dia, encontrou um pinguim à sua porta…
O menino não sabia de onde é que ele aparecera nem a quem pertencia. O pinguim parecia triste, por isso o menino achou que ele devia estar perdido.
Então, decidiu ajudá-lo a encontrar o caminho de regresso a casa e, juntos, rumaram ao Pólo Sul…"



11 de Dezembro (Domingo)
Encerramento da Feira

HORA DA CONTO


Biblioteca Municipal de Benavente
10 de Dezembro (Sábado)
15.00 horas

PARTICIPA...

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Fundação Gulbenkian inicia estudo sobre leitura digital


“Apesar de isto parecer estranho, mesmo no estrangeiro existem poucos estudos sobre a questão da leitura digital”, acrescenta Gustavo Cardoso. Existem muitos estudos sobre o que as pessoas lêem ou não lêem, sobre a edição de livros, outros mais ligados à parte tecnológica, mas “sobre a dimensão do fenómeno do que é que é ler” não existem muitos.

SERÕES NA BIBLIOTECA


"A Poesia de Manuel da Fonseca"
23 de Novembro (Quarta-feira)
21.00 horas
Biblioteca Municipal de Benavente


PARTICIPA...

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Educar em Português: Ouvir livros - Audiolivros em Português

A MHIJ Editores procura dar resposta a uma das necessidades do mercado editorial de audiolivros: editar, no formato audio, contos e romances contemporâneos, portugueses e estrangeiros.
Do conjunto de autores que a MHIJ já contemplou, destacamos Paul Auster, Mia Couto ou José Eduardo Agualusa.

Aqui fica o convite para passar pelo site.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Tomada de posição pública da BAD


1. A Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD), enquanto estrutura representativa dos profissionais de informação e documentação portugueses, associou-se desde cedo ao movimento Open Access que promove o Acesso Livre ao conhecimento e informação científica, tendo apoiado convictamente a defesa e disseminação das iniciativas Open Access em Portugal.
2. Deste modo, e como sequência natural de outras iniciativas da Associação no domínio do Open Access, quer no âmbito dos Congressos Nacionais BAD – como a Declaração do Estoril sobre o acesso à informação (2005) ou as conclusões do último Congresso em Guimarães (2010) – quer ainda nas atividades da sua Secção de Bibliotecas do Ensino Superior ou em ações propostas no plano de formação contínua, a BAD associa-se ao evento internacional “Open Access Week 2011”.
3. Esta iniciativa constitui-se como um evento global que pretende promover a divulgação de ações e projetos no domínio do acesso livre ao conhecimento, nomeadamente a disponibilização de resultados científicos e académicos em repositórios institucionais, a publicação de revistas científicas em acesso livre e a disponibilização de recursos educativos abertos.
4. O Conselho Diretivo Nacional da BAD pretende assim distinguir e valorizar publicamente o trabalho desenvolvido por todos os profissionais de informação e documentação na promoção do livre acesso à informação, em particular no âmbito da criação e operacionalização de repositórios institucionais em acesso aberto, destacando de forma significativa o sucesso do projeto RCAAP – Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal que o tornaram num exemplo referenciado internacionalmente.
5. Sendo Portugal, por via da ação dos profissionais envolvidos no movimento Open Access, um caso de sucesso europeu e uma referência e exemplo de boa prática a nível internacional, torna-se absolutamente necessário alertar para o muito que ainda há a fazer. Várias são as instituições portuguesas de Ensino e Ciência que ainda não disponibilizam em acesso aberto a sua informação científica e académica, e em muitas outras, já dotadas de infraestruturas tecnológicas para o fazer, o crescimento tem-se revelado incipiente, e escasso o investimento dos seus responsáveis institucionais, não dotando as bibliotecas e os serviços de informação e documentação dos meios necessários para o seu desenvolvimento e particularmente não apostando em mandatos ou políticas que promovam o acesso aberto.
6. O Conselho Diretivo Nacional da BAD considera urgente para o sistema científico português a necessidade de reforçar o acesso livre ao conhecimento, garantindo a disponibilização generalizada da informação produzida com financiamento público. Apelamos por isso aos responsáveis políticos e institucionais de Portugal para que amplifiquem as recomendações já delineadas, nomeadamente pelo Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (declaração de Novembro de 2006) e pela Associação das Universidades Europeias (Março de 2008), e em particular a aplicação de orientações similares às que são seguidas nas instituições financiadoras da União Europeia que afirmam que a investigação financiada com dinheiros públicos deve ser largamente difundida através da publicação em livre acesso de dados e documentos científicos.
7. Assumimos, assim, o compromisso de continuar a acompanhar atenta e criticamente a evolução em Portugal neste domínio, considerando que o acesso livre ao conhecimento é uma das alavancas do progresso e desenvolvimento económico a nível europeu e mundial.

O Conselho Diretivo Nacional da BAD
26 de Outubro de 2011

Programa de Rádio sobre Manuel da Fonseca

Vale a pena ouvir as vozes sobre o escritor que faria agora 100 anos.

FEIRA DO LIVRO 2011

de 26 de Novembro a 11 de Dezembro
Biblioteca Odete e Carlos Gaspar, Samora Correia